segunda-feira, 16 de abril de 2018

No meu copo 670 - Fiúza, Chardonnay 2016

Este não é um belíssimo vinho, mas é um belo vinho.

Finalmente parece que em Portugal temos vinhos de Chardonnay bebíveis e a saber a vinho. Não a manteiga, não a madeira, como eram há uma década. Felizmente, parece que acabou a mania de elogiar os brancos de Chardonnay amanteigados e enjoativos, carregados de madeira e a parecer “pau líquido”. Como se isso fossem qualidades!!!

Este Fiúza Chardonnay apresentou-se com uma cor citrina brilhante, aroma cítrico e tropical, com nuances abaunilhadas. Fresco na boca, com boa estrutura, final vivo, intenso e persistente.

Ah, e não fermentou em madeira! Fermentou em inox, a 14 graus, com temperatura controlada.

Saúde-se este Chardonnay a saber e cheirar a qualquer coisa que se parece com uva... Muito agradável e guloso de beber, acompanhou na perfeição uns choquinhos fritos em azeite, alho e salsa.

Recomenda-se.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Fiúza, Chardonnay 2016 (B)
Região: Tejo (Almeirim)
Produtor: Fiúza & Bright
Grau alcoólico: 12,5%
Casta: Chardonnay
Preço em feira de vinhos: 3,84 €
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: