quarta-feira, 11 de abril de 2018

No meu copo 668 - XV Quinze tinto 2013

Este é um vinho diferente. Em tudo.

Desde logo, porque foi adquirido numa garrafeira online, graças a uma newsletter que o anunciava e que despertou a atenção.

Em seguida porque vem dum produtor de que praticamente não se fala mas que tem vinhos produzidos em quase todas as regiões do país.

Finalmente, porque usa o nome da graduação alcoólica que ostenta: 15 graus!

Foi pois a curiosidade que me levou a adquirir este vinho para ver o que daqui saía. O investimento não era muito elevado, portanto a perda também não o seria...

A verdade é que o vinho não desiludiu. Os 15 graus aparentemente exagerados estão bem “embrulhados” no corpo robusto e bem estruturado, mas ao mesmo tempo marcado por alguma macieza. Ou seja, não apresentou a agressividade esperada na prova de boca. A combinação de castas resulta bem, com algumas notas de especiarias e fruto maduro a marcarem um perfil aromático não muito exuberante.

No final apresenta taninos firmes mas domados e boa persistência. É um vinho interessante para pratos de carne bem temperados e com alguma robustez, mas sem excessos.

Em suma, uma curiosidade que se revelou uma surpresa agradável e interessante. Se nunca mais me cruzar com ele, pelo menos ficou a experiência.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: XV Quinze 2013 (T)
Região: Lisboa
Produtor: Vidigal Wines
Grau alcoólico: 15%
Castas: Aragonês, Cabernet Sauvignon, Merlot
Preço: 5,65 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: