sábado, 30 de dezembro de 2017

No meu copo 642 - Reguengos Garrafeira dos Sócios 1993

Para terminar o ano, tinha de ser em grande! E para isso fomos buscar uns dos nossos vinhos míticos, um daqueles que há mais tempo conhecemos, provamos e veneramos.

Trata-se duma colheita antiga do Reguengos Garrafeira dos Sócios, precisamente do ano em que o bebemos pela primeira vez (nessa altura a colheita que provámos era de 1989).

É um clássico que para nós é incontornável. Claro que com esta idade já perdeu alguma frescura e exuberância aromática, mas ganhou em elegância e suavidade e mantém um “bouquet” profundo e longo, a pedir copos largos e tempo de espera para libertar todos os aromas terciários. A madeira está lá mas apenas confere um certo tempero e estrutura ao vinho.

Ainda e sempre, para nós, um grande vinho!

E atenção, que agora já aí está o novo Reserva dos Sócios, que é uma espécie de irmão mais novo e que também promete altos voos. Já o provámos mas ainda não o bebemos à mesa. A seu tempo aqui falaremos dele.

Como sempre, os vinhos da CARMIM a deixarem-nos... com água na boca.

Bom ano para todos os nossos leitores e amigos. E boas provas.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Reguengos Garrafeira dos Sócios 1993 (T)
Região: Alentejo (Reguengos)
Produtor: CARMIM - Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz
Grau alcoólico: 13%
Castas: Aragonês, Castelão, Trincadeira
Preço em garrafeira: 14,90 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: