segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

No meu copo 581 - Beira Mar

Outro nome que anda meio desaparecido, embora se encontrasse com alguma facilidade na década de 90 do século XX. Os vinhos de Paulo da Silva, produzidos em Azenhas do Mar, na região de Colares, apareciam nos restaurantes de algum requinte. À semelhança de outros, passaram de época, foram esquecidos e tornaram-se raridades.

Agora já é mais fácil encontrá-los novamente, em restaurantes e garrafeiras. Este foi provado no restaurante Abano, perto da praia do Guincho, mesmo junto à serra de Sintra. Colares e Azenhas do Mar ficam logo ali do outro lado da serra.

Foi pedida uma garrafa deste vinho para acompanhar um coelho à caçador e um cabrito à padeiro, ambos deliciosos. O vinho portou-se excelentemente a acompanhar as carnes. Revelou-se encorpado e com alguma robustez, mas simultaneamente suave na boca, redondo e com final elegante e persistente. Um misto de características difíceis de encontrar. No nariz apresenta notas a frutos vermelhos maduros e alguns resquícios de aromas do bosque.

Bebe-se com agrado e facilidade, de tal forma que se comprou uma garrafa para levar para casa. Vale a pena revisitar estes vinhos, pois vão escasseando e são diferentes de tudo aquilo a que estamos habituados.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Beira Mar
Região: Colares
Produtor: António Bernardino Paulo da Silva
Grau alcoólico: 12%
Castas: não indicadas
Preço no restaurante: 8 €
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: