quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

No meu copo 580 - Gaeiras Colheita Seleccionada tinto 2010

Há cerca de duas décadas o vinho da Casa das Gaeiras, embora em pequenas quantidades, era visto por aí, como vinho emblemático da região de Óbidos, com particular destaque para o branco. Depois, à semelhança de outras marcas, desapareceu de circulação.

Nos anos mais recentes houve uma recuperação da produção de vinhos nalgumas sub-regiões da região de Lisboa, e o Gaeiras reapareceu. Ainda em pequenas quantidades mas vai aparecendo aqui e ali, sendo mais provável encontrá-lo nos supermercados do Corte Inglês.

Resolvi experimentar este tinto, em estreia absoluta, pois só ainda tinha provado o branco. Guardei-o algum tempo (foi adquirido em 2012) e agora com 6 anos após a colheita pareceu-me oportuno abri-lo.

Não sabendo como era o perfil do vinho (os brancos eram bastante suaves), surpreendeu-me pela pujança e concentração mostradas. De cor muito carregada, com alguma adstringência, estruturado e robusto na boca. Mostrou que podia estar mais uns anos em garrafa sem entrar em perda. Talvez precise de amaciar, mas isso só saberemos esperando mais tempo.

Não encantou nem desiludiu. Apenas deixou alguma curiosidade sobre qual será o verdadeiro estilo deste vinho, que se impõe redescobrir.

A rever numa próxima ocasião.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Gaeiras Colheita Seleccionada 2010 (T)
Região: Lisboa (Óbidos)
Produtor: Tapada das Gaeiras, Sociedade Vitivinícola
Grau alcoólico: 13,5%
Castas: Touriga Nacional, Syrah, Aragonês
Preço em feira de vinhos: 4,39 €
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: