quarta-feira, 12 de outubro de 2016

No meu copo 556 - Herdade do Peso 2013

No seguimento das provas mais recentes, é oportuno regressar à Herdade do Peso para ver como está o Colheita tinto. A prova anterior, da colheita de 2009, convenceu sobremaneira.

A verdade é que este lote é quase completamente diferente do anterior: em três castas, apenas se manteve o Alicante Bouschet. Saíram o Aragonês e o Alfrocheiro e entraram a Syrah e a omnipresente Touriga Nacional, uma espécie de emplastro nos vinhos nacionais: aparece em todo o lado.

Tirando as castas locais e entrando as castas da moda, o vinho, quanto a mim, ficou a perder. Perdeu personalidade, perdeu tipicidade. Está mais macio, mais suave, mas menos expressivo, mais delgado e mais curto. Em suma, não é um vinho do Alentejo mas mais um vinho igual a quase todos os outros.

Permitam-me a franqueza (quem sou eu para mandar palpites à maior empresa vinícola do país?), mas este não me parece ser o caminho para a Herdade do Peso se impor.

Kroniketas, enófilo esclarecido


Vinho: Herdade do Peso 2013 (T)
Região: Alentejo (Vidigueira)
Produtor: Sogrape Vinhos
Grau alcoólico: 14%
Castas: Syrah, Alicante Bouschet, Touriga Nacional
Preço em feira de vinhos: 6,39 €
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: